#19, Tacacá do Norte

Todos os anos as baleias migram atrás de cardume fresco que dá sopa nas águas aquecidas dos trópicos. Mas os baleiudos do Rio, que (infelizmente) não podem abandonar tudo em busca do peixe mais fresco do dia, tentam inovar na refeição sempre que possível. Sem sair da cidade, lá fomos nós em busca de novos sabores.

Na companhia da Ana e dos Brunos, nos aventuramos num dos menores e mais lotados balcões do Rio. Pegamos um ita pro norte e atracamos no Flamengo, mas poderia jurar que estava em Belém do Pará, ouvindo Chimbinha e Joelma em alto e bom (?) som. Mentira, deixem o Calypso de lado e sejam bem-vindos ao Tacacá do Norte, o reduto amazonense mais carioca do planeta.

Tapioca, açaí, cupuaçu, tucupi, tacacá… Não se assustem, esses são alguns dos sabores do Pará, um lugar tão-tão distante na geografia, na cultura, nos hábitos, na música e, sobretudo, na alimentação. O choque inicial é facilmente abafado com a boa simpatia dos atendentes que não se cansam em repetir a explicação de cada prato.

Saca o clima de casa de sucos? Então, é muito melhor. (;

O fato de o ambiente não ter mesas proporciona a amizade de balcão. Você, carioca perdidão, se senta ao lado de uma pessoa mais a vontade com o cardápio (às vezes até mesmo um paraense), fica curioso com o pedido alheio e começa uma conversa – aí descobre as boas do Tacacá. E quem disse cardápio? Pois é, não tem não. As opções são bem poucas e ficam expostas nas paredes do local, por isso aproveitamos que estávamos em bando e pedimos quase tudo da casa, pra sair de lá ainda mais apaixonado pelos encantos do norte.

Pra início de conversa, não hesite em beber a cerveja mais gostosa desse Brasil: CERPA  (CERveja do PArá) a r$6 cada. Dá pra pedir outra coisa com um copo desses?

Pior que dá, sabia? Como estávamos em grande número, aproveitamos para provar os sucos tradicionais. Nada de açaí (por hora) ou cupuaçu, fomos de bacuri, taperebá e murici, a r$6,50 cada. Os corajosos os definiram como:
Bacuri :: algo de aloe vera no sabor. Refrescante, mas não tão agradável.
Taperebá :: muito parecido com cajá, ótima pedida.
Murici :: sem dúvida o pior do dia, com sabor muito forte de queijo ralado, daqueles de saquinho, sabe?

Na foto acima também tem o destaque da sobremesa, o sorvete carimbó, com castanha do pará e doce de cupuaçu. Era muito bom e a consistência tinha um quê de sorvete caseiro, valeram os r$7,50. Além desse, pedimos o de tapioca, sabor já conhecido no Rio. Nada mal, mas sem grandes destaques, também por r$7,50.

Pedido #1 :: Unha (ou pata) de caranguejo :: r$4,50 cada
Particularmente, tenho ótimas lembranças desse prato, que nada mais é do que uma coxinha frita e recheada com carne de caranguejo. É exatamente isso que faz esse salgadinho ser tão bom: carne de caranguejo é difícil de encontrar e mais ainda de comer. E quando ela está assim, toda unida por uma massa crocante e saborosa, fica impossível de resistir.

Pedido #2 :: Casquinha de caranguejo :: r$15
Sério, parem o mundo porque depois desse pedido eu perdi a referência universal das casquinhas de caranguejo. E não foi só eu, esse é visivelmente o prato com maior saída da casa; e se você pensa que é cara, não se engane, pedimos apenas 2 para dividir entre 5 pessoas. Muitos no balcão estavam almoçando uma casquinha com suco – e nada mais.

Pedido #3 :: Açaí na tigela 400ml :: r$13
Hey, surfista, você que acha que já provou os melhores açaís, espere até conhecer o legítimo do Pará. O açaí do Tacacá não é gelado, e isso é bem estranho. É bom porque dá pra comer sem parar, mas não dá aquela sensação de refrescância do açaí do Bibi Sucos. Ao mesmo tempo, ele não é tão doce e é bastante cremoso, o que é muito bom, porque dá pra sentir bem o gosto da fruta. Além da granola, também vai bem com tapioca, pra dar ainda mais o toque regional.

Pedido #4 :: Tacacá :: r$14
A sopa, destaque do post, é a pedida mais famosa do local – e inclusive dá o nome ao restaurante. Esse é um prato supertradicional do Pará, a base de goma de mandioca, jambu, tucupi e camarão seco. Não existe nenhum sabor na vida parecido com o do tacacá: extremamente forte, ligeiramente amargo e com uma consistência estranhíssima. O jambu, que tem cara de agrião, parece mesmo é com o gosto da pasta de dente sorriso e deixa uma baba não muito bonita no caldo (parecido com quiabo, só que mais). Além disso, o sabor da mandioca desaparece e o camarão é chato de comer por causa da casca seca.

Acho que a minha opinião sobre o prato está na cara, né?

Além da comida de balcão, no Tacacá do Norte dá para levar vários itens pra casa. Eles vendem pratos com pinturas regionais, e vendem também comestíveis: doce de cupuaçu, bombons, farinha de mandioca, tapioca, pato no tucupi congelado etc. Os paraenses que moram por aqui agradecem a iniciativa.

O restaurante é um refúgio gastronômico no meio da selva carioca: diferente, saboroso e frequentado por todas as tribos. Sem dúvida, não se trata de um lugar caro – muitas cervejas e quitutes depois, gastamos r$ 136 (divididos por 5 pessoas) e saímos com uma vontade enorme de conhecer a região norte – seus encantos e seus sabores. É bom ver como existe tanta diferença no Brasil, mas ao mesmo tempo evidencia a nossa falta de costume em praticar intercâmbio no próprio país.

A visita ao Tacacá pode até não ser uma viagem de fato, mas lá eles garantem o verdadeiro sabor do Pará.

***

Na boa companhia dos cariocas Bruno FiuzaBruno Correia e Ana Monte.

***

Tacacá do Norte
R. Barão do Flamengo, 35  Flamengo
Tel. 2205.7545

Anúncios
Essa publicação foi escrita por eduardo blog.rhem e publicada em 12/06/2012 às 14:40. Está arquivada em $ baratinho, Almoço, Café da manhã / Lanche, Regional e marcada , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guarde o link permanente. Seguir quaisquer comentários aqui com o feed RSS para este post.

4 opiniões sobre “#19, Tacacá do Norte

  1. humm, aquele açaí com isoporzinho em cima é uma delícia.

  2. Tracinha em disse:

    Ai, meu Deus! Ô Eduardo, não me leve a mal, mas a comida do Tacacá do Norte é amazônica não amazonense! rsrs E ó, só pra esclarecer… o tacacá, q dá nome ao lugar, é uma “sopa” de tucupi, um produto da mandioca mas q não tem “gosto de mandioca” de jeito nenhum, pq ele é um líquido extraído dela e fermentado, sabe? Então não é mesmo pra ter gosto de mandioca… rsrs Já o jambu, q vc falou ter gosto de “pasta de dente sorriso” KKKKKKKKKKKKKKKKK nunca vi essa descrição antes, nem jamais senti gosto de creme dental de marca nenhuma nele, mas vá saber, né? kkkkk Jambu não tem baba nenhuma, o q vc identificou como sendo a “baba do jambu” é, na verdade, uma goma de polvilho, uma espécie de mingau q é colocado no fundo da cuia (pra quem gosta dela, dá pra beber sem a goma, o q eu prefiro!). Essa goma é q cria a “baba nada bonita” (KKKKKK) q vc identificou, sabe? Não tem nada a ver com o pobre do jambu! Já a casca do camarão, bom, é camarão seco, o barato dele é ter a casca e o sabor é bem diferente do camarão fresco q a gente come habitualmente! Experimenta um dia comprar camarão seco, dar uma lavadinha, e mandar pra dentro com uma cerpa geladinha! De preferência no Pará, pq aqui no Rio os preços são proibitivos, exorbitantes!
    Tacacá é um prato dificil pra gente q não é paraense (ou da Amazônia, de modo geral) comer e gostar! Eu, carioca da gema, levei anos pra aprender a gostar e só consigo beber sem a goma. E, sem ela, ADOOOOROOO tacacá! Mas concordo q é hard! KKKK
    E não se toma de colher, viu? Usa-se um palito de madeira, vc deve ter visto por lá antes de pedir a colher! KKKKKKKKKKKKKKKKK
    Não se chateie c a minha brincadeira,ok? Achei muito legal a resenha, parabéns!
    Abs, Tracinha

    • lan em disse:

      Gostei da descrição da Tracinha, é esclarecedora, acho que vou dar uma passada nesse lugar pra experimentar o tal tacacá rs

Meta a colher:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s