#13, Jamie’s Italian, Londres

Nunca morei fora do Rio. Às vezes, isso me consome por dentro, mas meu pé-no-chão e cabeça-decidida me lembram o tempo inteiro de que fiz a coisa certa. Afinal, me formei dentro do tempo (faculdade paga rola essa pressão, né?), posso dizer que tenho um bom emprego e, com o que ganho, consigo viajar uma vez por ano para os lugares que sempre sonhei viver um tempo.

Pode parecer meio looser, mas vou levando assim. E esse ano não foi diferente: precisava riscar Londres da minha lista must go. A Tais, viajada que só (conhece até o Japão, acredita?), não pode me acompanhar, então me cerquei de boas companhias e busquei o máximo de dicas possíveis para que essa fosse mais uma viagem inesquecível.

Londres é linda: jovem, cheia de feirinhas, antiguidades, pubs lotados, mil tipos de cervejas e comidas do mundo todo. Mas mais do que isso, é uma cidade feita de pessoas – me senti tão bem andando por aquelas ruas de mão invertida quanto me sinto na minha cidade. Não é uma delícia, isso? (;

Antes de embarcar, entrei em contato com uma amiga da Clarisse que vive na terra da rainha (Clarisse = leitora e incentivadora do blog). Chique como ela, comilona como nós, deu mil e uma dicas de restaurantes de todos os gostos, preços e lugares da cidade – fofíssima! Infelizmente, tive um contratempo inacreditável e não consegui ter acesso a lista durante a viagem, o que me deixou refém num lugar onde 90% da população come fish and chips (fritura com fritura) ou sanduíche. Uó.

Mas não podia desanimar – afinal, estava em Londres e precisava me sentir como tal. Sendo assim, escolhi o restaurante do chefe britânico mais famoso do mundo.

Infelizmente, a culinária inglesa não é lá essas coisas e o Jamie sabe muito bem disso. Por esse motivo, a especialidade do restaurante é italiana e o enorme movimento na porta anuncia: ali se encontra boa comida a preços bem acessíveis.

Pelas próprias palavras do chefe:
Since I was a teenager I’ve been totally besotted by the love, passion and verve for food, family and life that just all italian people have, never mind where they’re from or how rich or poor they might be. And that’s what I’m passionate about – good food for everyone, no matter what.

Não é fofo? So, now let’s have some fun?

Entrada :: Burrata Mozzarella :: £6,5
Está no destaque do post e vocês já podem até imaginar o porquê. Sabe quando tudo que você sempre viu/imaginou/pensou de uma pessoa se materializa na sua frente? Essa burrata é simplesmente um resumo da culinária do Jamie: chili, hortelã, raspas de limão siciliano e azeite. (Existe alguma receita que ele não faça com esses “ingredientes básicos”?) Pra completar, a muçarela, riquíssima no sabor, se desfazia com o passar do garfo. Conseguem imaginar? Delícia.

Prato principal #1 :: Wild rabbit tagliolini :: £11,75
Também disponível na versão redux (normalmente para as meninas) por £7,45, esse tagliolini – um tipo de macarrão mais chato, também chamado de linguini, foi o campeão do almoço. O ragú de coelho era forte e saboroso, mas equilibrava muito bem com a refrescância do molho de limão siciliano. Tipo assim, divino! (Daqueles que a gente come até raspar o prato.)

Prato principal #2 :: Mini-meatball carbonara :: £11,75
No mesmo esquema de tamanho x preço do tagliolini, essa muito bem servida porção de rigatoni à carbonara (receita tradicional italiana à base de bacon, ovo e creme de leite fresco) estava gostosa, mas ligeiramente pesada. O sabor do molho era muito marcante, o que praticamente anulou as almôndegas, mas como sou fã incondicional desse prato (mamãe sempre fazia lá em casa), a pedida não foi de todo ruim.

Prato principal #3 :: Jamie’s favorite – Truffled turkey milanese :: £12,95
É quase impossível passar os olhos pelo cardápio, encontrar um prato que se auto-denomina o favorito do Jamie e não querer pedi-lo. A aventureira Natasha não pensou duas vezes e se arriscou na milanesa de peru finíssima, recheada de queijo fontina e prosciutto, acompanhada de ovo frito e trufas. Eu sei, é difícil de imaginar essa combinação com ingredientes tão raros por aqui, e no fim das contas o inusitado não acabou como o favorito no dia.

Provavelmente, a escolha do Jamie’s Italian não foi a melhor para o blog que se propõe a encontrar restaurantes tão diversos e, de preferência, pouco conhecidos do grande público. Mas nesse caso, a escolha mais mainstream não foi tão óbvia. A decoração do ambiente é encantadora, com cada cantinho muito bem pensado. O atendimento foi fofíssimo e eu não esperava nada além disso – pode ser ingênuo, mas imagino o próprio Jamie escolhendo seus funcionários a dedo.

Mas, como num universo em desencanto, vimos que um chefe tão renomado pode ter lá seus defeitos. Obviamente, não é ali que ele exerce o melhor de suas receitas – estamos falando de uma rede de comfort-fast-food: tudo é feito com cuidado, mas não é pra achar que ele prepara pessoalmente. E também tem a sua marca registrada, a combinação de azeite, chili e limão siciliano dá um toque único aos pratos, mas pode ser presente demais aos paladares mais apurados.

Mas e aí, vale a visita? Três pessoas que, somadas, têm £50 a menos no bolso respondem: sim, sem dúvida. Vale viver essa experiência mesmo que seja para criticar depois. Pelos pedidos das outras mesas, uma boa deve ser investir nas entradinhas (existem várias combinações de tábuas de queijos, frios e conservas que pareciam deliciosas), beber um bom vinho e passar uma tarde tranquila. Pra fechar a conta, dividimos uma torta de pêssego com amêndoa acompanhada de iogurte fresco e mel (£5,25), que foi o gran finale da visita.

Sem dúvida, uma provinha da bella Itália. (;

***

Tudo isso na deliciosa companhia dos queridos Natasha e Victor. Valeu cada pound!

Também não posso deixar de agradecer enormemente às queridas Clarisse e Helena, que conhecem Londres como a palma da mão.

***

Jamie’s Italian Covent Garden
11, Upper St. Martin’s Lane Street  London
Tel. 0203.326.6390

Anúncios
Essa publicação foi escrita por eduardo blog.rhem e publicada em 09/05/2012 às 03:57. Está arquivada em $$$ médio, Almoço, Jantar, Out of Rio e marcada , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guarde o link permanente. Seguir quaisquer comentários aqui com o feed RSS para este post.

5 opiniões sobre “#13, Jamie’s Italian, Londres

  1. Du, até eu que sou fresca fiquei aguando, principalmente pela burrata mozzarella…
    Deu até fome.

  2. Ahhhh eu quero nossa entradinha musa de novo <3

  3. Pingback: #14, Café Les Éditeurs, Paris « Pique-baleia. Comigo não tá!

Meta a colher:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s