#7, Bar Urca

Antes que a gente seja apedrejado por incluir o Bar Urca na lista de lugares gastronômicos ainda não visitados, aí vai a explicação: como cariocas exemplares, muitas cervejinhas foram tomadas na mureta da Urca, acompanhadas de pastéis, empadas e bolinhos de bacalhau, mas nunca havíamos realmente sentado no restaurante-mezanino e desfrutado de seu lindo cardápio de frutos do mar. Pois bem, nunca até agora, até sermos intimados a provar o camarão na moranga da casa, intitulado “da Fabi” (ô, Fabi, quem é você? Conta pra gente o que fez pra merecer uma homenagem tão maravilhosa?).

Antes de falar propriamente da comida, é mais do que necessário fazer muitos elogios à localização do estabelecimento – numa lindíssima tarde de sol no Rio, almoçar no Bar Urca, de frente para a baía, é uma das melhores definições da palavra privilégio. E apesar de o espaço do restaurante conseguir ser mais apertado do que a mureta às 6h da tarde num dia de verão, conseguimos rapidamente uma mesa com vista (aliás, eles fazem a lindeza de ligar para o seu celular quando finalmente a terrível espera pela mesa acaba).

Então, se mais delongas, vamos dar uma olhada no que interessa?

Entradinha #1 :: Sardinhas fritas :: r$11
Carnudas, sequinhas, fresquinhas, saborosas. Na verdade, não há muito mais o que falar, as sardinhas estavam como todas elas deveriam ser. (E tenho o dito!)

Entradinha #2 :: Bolinhos de bacalhau :: r$5,70
Aqui não tivemos muitas surpresas, já que o bolinho é um velho conhecido das tardes de muretinha. A novidade ficou por conta da casquinha crocante, obviamente nunca antes apreciada, já que raramente se consegue comer os bolinhos ainda quentes como chegaram a nossa mesa enquanto se briga para comprar cerveja. Estavam bem gostosos, mas é verdade que não foram os mais-mais da vida.

Prato principal :: Camarão na moranga da Fabi :: r$112
O garçom nos avisou que o prato era para duas pessoas, o que nos deixou intrigados – gostaríamos de ser apresentados aos dois campeões que deram conta de uma moranga daquelas sozinhos (Pedro, meu irmão, foi você?). Quatro felizardos foram responsáveis pela nossa moranga, e dizemos sem pesar que ficamos bastante satisfeitos com a porção. Fica a dica de pedir que a farofa seja trocada pela amarelinha, de dendê, já que o prato chega à mesa acompanhado de farofa de farinha de mandioca, o que não nos pareceu uma boa combinação.

A verdade é que estava tudo uma gostosura. O creminho da moranga com muuuuuitos camarões misturado à abóbora bem carnuda foi uma experiência e tanto. O arroz, mais uma vez, deixou a desejar – é demais pedir que o arroz não seja parboilizado, num prato tão cremoso que pede aquele arroz de mãe quentinho? Não chegou a comprometer o momento, mas sempre bate a tristeza de imaginar como poderia ser tão mais gostoso.

A surpresa boa ficou por conta do atendimento – nós, cariocas, sabemos que quando se trata de casas tradicionais, atendimento é sinônimo de simpatia, bom-humor e prestatividade. Só que não. Porém, nesse caso, é de peito em festa que dizemos só que sim. Fomos muitíssimo bem atendidos, o que faz qualquer dez porcento ser pago com muito mais amor. E por falar em dez porcento, a conta foi que rolou de mais salgado: r$157 para o almoço de quatro pessoas (o que, em tempos de cidade olímpica, não nos pareceu um enorme disparate).

Aproveitando a semana do aniversário da cidade maravilhosa: não há como negar, com uma vista dessa de sobremesa, a vida fica muito mais doce.

***

Dica da querida Babi, que compartilha conosco a gulodice da alma.

***

Bar Urca
Rua Cândido Gaffrée, 205 – Urca
Tel. 2295.8744

Anúncios
Essa publicação foi escrita por Tais Martins e publicada em 05/03/2012 às 04:39. Está arquivada em $$$$$ salgado, Almoço, Tradicional e marcada , , , , , , , , , , , , , . Guarde o link permanente. Seguir quaisquer comentários aqui com o feed RSS para este post.

5 opiniões sobre “#7, Bar Urca

  1. Lucas Anchieta em disse:

    Por que eu só entro nesse blog quando estou com fome? Acho que sou masoquista :(

  2. eu tb tenho o problema de entrar nesse blog com fome, mas benzadeus que nao curto camarao.

    mas a cervejinha e as entradinhas mimataram.

  3. Felipe Jacy em disse:

    Tudo parece mesmo delicioso… bolinho de bacalhau e uma cervejinha bem gelada é dos Deuses. Na Urca eu conheço o restaurante GAROTA DA URCA. Estou pretendendo ir conhecer esse que Bar Urca, que me pareceu muito bom.

Meta a colher:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s